Velejando da Sardenha ao Brasil a bordo de um 28 pés, de madeira
Wlademir Juliano Treis

Olá pessoal do Popa!gosto-de-sal

Sou Juliano, do falecido veleiro Conquista, o O`Day 23 que naufragou em Vitória em 14 de agosto de 2004. Tem uma matéria no site de vocês a respeito. Estou escrevendo porque não morri! E não desisti!!!

Estive vivendo no Mediterrâneo, onde naveguei muito. Fui e voltei navegando.
Da minha viagem de volta, fiz um documentário que relata a aventura de vir desde a Sardenha até o Brasil navegando com um veleiro de 28 pés, antigo, de madeira, construção tradicional… Leme de vento auto-construído.

O documentário é o registro de um feito, de um tipo de navegação bastante incomum em nossos dias, pela simplicidade com que a viagem foi feita e pela simplicidade da embarcação. Nada de excepcional, na verdade, aparte o fato de que tudo foi feito com pouquíssimos recursos, uma viagem feita em nossos dias ao estilo de outros tempos.
Ficou um bonito documentário, bastante poético e verdadeiro.

Fiquei bastante contente com o resultado e sinto estar contribuindo, de alguma forma, para a cultura náutica brasileira.

E por isso, e por achar que o Popa tem contribuído ha anos para a formação dessa cultura náutica, com conteúdo, é que estou mandando essas informações pra vocês.

Grato pela atenção e parabéns pelo trabalho.
Wlademir Juliano Treis

Trailer do vídeo

DVD
Quem tiver interesse em adquirir o DVD pode entrar
em contato comigo pelo email wjuliano@hotmail.com

“Gosto de Sal”

O documentário “Gosto de Sal”, conta a história da viagem do navegador Wlademir Juliano Treis vindo da Sardenha, mar Mediterrâneo, para o Brasil. A viagem, que aconteceu de 2009 para 2010, foi realizada em um pequeno veleiro de madeira medindo 8 metros de comprimento. Com duração de uma hora e seis minutos, roteiro de Wlademir Juliano Treis, direção de Nassau de Souza, o documentário, patrocinado pelo Fundo Municipal de Cultura de Blumenau.
O documentário, realizado pela Set Set Produtora, mostra cenas do cotidiano a bordo de uma pequena embarcação que se encontra nas mais diversas situações, típicas de uma viagem transoceânica, encontrando animais marinhos, lugares exóticos, situações difíceis, mostrando a realidade de quem vive no mar. O documentário mostra, de forma poética e lúdica, que é possível singrar os mares do mundo com simplicidade, gozando do poderoso contato com as forças da natureza e em sincronia com o movimento cadenciado das ondas atlânticas. No entanto, o documentário “Gosto de Sal” vai além de uma simples história de navegação, mostra também os medos e ansiedades vividas por um homem que decide levar a própria família para uma grande aventura marítima, mostra ainda o charme da bucólica Paraty, cidade que a família escolheu para viver. A crueza das imagens captadas em viagem pelo navegador, aliadas à sensibilidade do diretor Nassau de Souza resultaram em um documentário envolvente, que sai dos paradigmas das grandes produções. A trilha sonora da Banda Ozuê dá um toque todo especial a esse empolgante documentário, deixando o espectador com água na boca…

gosto-de-sal-4

gosto-de-sal-2

gosto-de-sal-5

gosto-de-sal-3

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here